Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
O Adeus a Naiara e a revolta popular
22/03/2018 12:47 em Novidades

Na manhã desta quinta-feira, dia 22 de março, a família da pequena Naiara Soares Gomes, de 7 anos, se despediu da menina durante velório na Capela Mortuária Santo Antônio, no bairro Esplanada. O sepultamento será às 15h no Cemitério Público Municipal de Caxias do Sul. 

A menina desapareceu no dia 9 após sair de casa acompanhada do primo, de 15 anos, para ir ao colégio. Ela foi apanhada pelo suspeito que passava pela região em um veículo de cor branca. Por meio desse carro, a polícia conseguiu chegar suspeito, que tinha as mesmas características do autor de um outro estupro de uma menina de 9 anos ocorrido no ano passado.

O homem que confessou ter raptado, estuprado e matado a menina foi transferido na manhã desta quinta-feira para uma casa prisional na Região Metropolitana. 

 

Nome não divulgado

Conforme divulgado pelo Jornal Pioneiro, os inúmeros boatos e informações falsas que rodearam o Caso Naiara levaram a Polícia Civil a blindar a investigação. O acordo de não repassar qualquer informação sobre a investigação era evidente na fisionomia dos policiais envolvidos e ficou ainda mais forte na quarta-feira, dia da prisão. Assim, o nome do preso temporariamente, em nenhum momento, foi divulgado oficialmente pela Polícia Civil.

A justificativa da Polícia Civil é que a prisão é temporária e há temor de que a comoção popular resulte em outro crime. Mesmo que não existam dúvidas sobre a autoria do crime, juridicamente esta ainda é considerada uma fase preliminar das investigações.

 Foto: divulgação G1 (Marco Matos/ RBSTV)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!