Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Adote sua cartinha na campanha Papai Noel dos Correios
28/11/2019 09:06 em São Marcos

A Campanha Papai Noel dos Correios foi aberta oficialmente no Rio Grande do Sul na manhã da última sexta-feira, dia 22.  Para realizar a Campanha, além dos próprios empregados, a empresa conta com vários parceiros todos os anos. Desta vez, representantes dos grupos e entidades que estão entre os principais colaboradores da ação foram homenageados durante o lançamento do selo comemorativo do Papai Noel dos Correios.

Mais de 43 mil cartinhas endereçadas ao Papai Noel já estão disponíveis em 91 unidades dos Correios no Rio Grande do Sul. Em 2019, a maior ação de responsabilidade social dos Correios está completando 30 anos. Ao longo dessas três décadas, foram mais de 6 milhões de cartinhas atendidas em todo o Brasil. Somente no Rio Grande do Sul, foram apadrinhadas cerca de 46 mil cartas no ano passado.

A Campanha surgiu a partir da iniciativa de alguns empregados que, sensibilizados com as cartinhas postadas para o Bom Velhinho nas vésperas de Natal, resolveram adotar os pedidos por conta própria e começaram a enviar presentes às crianças. Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção na empresa e acabou se transformando em um projeto corporativo dos Correios. Atualmente, essa corrente do bem une esforços de empresa, empregados e voluntários da sociedade para atender aos pedidos de presentes de milhares de crianças todos os anos.

Funcionamento

Na etapa inicial da Campanha, a empresa recebe cartinhas de instituições cadastradas e escolas da rede pública que atendem crianças em situação de vulnerabilidade social — os Correios mantêm parceria com as Secretarias de Educação, a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP. As cartinhas são lidas e registradas pela empresa, para então serem disponibilizadas ao público nos pontos de adoção de cada cidade.

Nesses locais, os interessados em contribuir com a Campanha leem as cartinhas, selecionam os pedidos que desejam adotar e depois entregam os presentes. Vale destacar que o presente deve ser embrulhado em papel pardo e é fundamental que o pacote contenha o número da carta legível ― é através deste número que os Correios identificam o destinatário de cada objeto e conseguem fazer a entrega corretamente. No caso de ser mais de um presente para uma mesma carta, deve-se fazer um único pacote. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança nunca é divulgado ou informado ao padrinho.

Pontos de adoção

Nas 86 cidades do interior que realizam a Campanha neste ano, as cartinhas podem ser lidas nas agências centrais dos Correios: Alegrete, Alvorada, Arroio do Meio, Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Camaquã, Cambará do Sul, Campo Bom, Canela, Canoas, Carazinho, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cruz Alta, Dois Irmãos, Dom Pedrito, Eldorado do Sul, Encantado, Erechim, Estância Velha, Esteio, Estrela, Farroupilha, Flores da Cunha, Frederico Westphalen, Getúlio Vargas, Gramado, Gravataí, Guaporé, Ibirubá, Igrejinha, Ijuí, Itaqui, Ivoti, Jaguarão, Lagoa Vermelha, Lajeado, Marau, Montenegro, Nova Petrópolis, Nova Prata, Novo Hamburgo, Osório, Palmeira das Missões, Panambi, Parobé, Passo Fundo, Pelotas, Portão, Rio Grande, Rio Pardo, Rosário do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santa Vitória do Palmar, Santana do Livramento, Santiago, Santo Ângelo, Santo Antônio da Patrulha, São Borja, São Gabriel, São Leopoldo, São Lourenço do Sul, São Luis Gonzaga, São Marcos, São Sebastião do Caí, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Sarandi, Serafina Corrêa, Soledade, Tapejara, Taquara, Torres, Tramandaí, Três Coroas, Três de Maio, Uruguaiana, Vacaria, Venâncio Aires, Vera Cruz e Veranópolis.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa/Correios

 

 

COMENTÁRIOS